sábado, 6 de junho de 2015

Profetas - Parte I - Antes dos Impérios




Elias

Elias (Eliyahu, lit. "Deus é Yahveh") terá vivido no reino de Israel durante o reinado de Acabe (século IX a.C.).

De acordo com o livro dos Reis, Elias defendeu o culto de Yahveh contra a veneração do deus canaanita Baal, ressuscitou mortos, fez chover fogo dos céus, e foi levado por um redemoinho (acompanhado por uma carruagem e cavalos em chamas, ou cavalgando-os).
No Livro de Malaquias, o retorno de Elias foi profetizado "antes que venha o grande e temível dia do Senhor", o que fez dele um arauto do Messias e da escatologia nas diversas fés que reverenciam a Bíblia hebraica.

No livro dos Reis, os pontos relevantes são:
-          anuncia ao rei Acabe de Israel uma longa seca decretada por Yahveh; 
-          durante uma viagem é alimentado por corvos; 
-          em Sarefá, aloja-se na casa de uma pobre viúva, e faz com que a farinha e o azeite nunca se esgotem da sua despensa; o filho da viúva morre, entretanto, e ele ressuscita-o;
-          no monte Carmelo, desafia 450 profetas de Baal, que estavam ao serviço de Jezebel, e chacina-os;
-          a rainha Jezebel persegue-o pela morte dos seus profetas; por consequência Elias foge para Judá;
-          durante a sua fuga de quarenta dias aparece-lhe diariamente, por magia, pão acabado de cozer e água; 
-          o rei Acabe cobiça uma vinha pertencente a um homem chamado Nabote que recusa vender o terreno; Jezebel monta uma armadilha para que Nabote seja morto; Elias profetiza uma morte terível para Jezebel; 
-          o rei Acabe mostra-se arrependido e Yahveh diz-lhe, através de Elias, que já não o iria castigar, mas iria trazer desastre no reinado do seu filho
-          Elias sobe aos céus num carro de fogo com cavalos de fogo, num redemoinho; 


No cristianismo, o Novo Testamento descreve como tanto Jesus quanto João Batista foram comparados com Elias e, em determinadas ocasiões, tidos como manifestações dele; além disso, Elias aparece, juntamente com Moisés, durante a transfiguração de Jesus.

No islamismo, o Corão descreve Elias como um profeta grande e justo de Deus, que pregou intensamente contra o culto a Baal.


Contexto histórico

No século IX a.C., Omri conseguiu garantir segurança para Israel através de uma aliança obtida com o casamento de seu filho, Acabe, e a princesa Jezabel, uma sacerdotisa de Baal, filha do rei de Sídon, da Fenícia.

Como rei, Acabe permitiu o culto a Baal e que Jezabel trouxesse consigo um grande séquito de sacerdotes e profetas, tanto de Baal quanto de Asherah, para seu país. Neste contexto, Elias é apresentado (1 Reis 17:1) como "Elias, o tesbita", um forte combatente a favor do culto a Yahveh.

Quem finalmente destrói a linhagem de Omri e Acabe é o general Jeú de Ramote-Gileade, que assassina uma grande parte da família real de Israel, fundando a sua própria dinasta.



Eliseu

Eliseu foi o sucessor de Elias. No livro dos Reis, os seus pontos relevantes são:
-          usando sal mágico, purifica uma nascente de água;
-          ao ser zombado por rapazes de Betel, Eliseu amaldiçoou-os e vieram duas ursas que despedaçaram quarenta e dois dos jovens;
-          numa campanha militar de Israel, o exército estava a sofrer com uma seca, mas Eliseu previu uma inundação que permitiu aliviar a sede e previu a vitória de Israel sobre Moabe;
-          para livrar uma viúva de um credor implacável, fez com que tivesse o seu azeite grandemente multiplicado não só para pagar as dívidas mas para que tivesse com que se sustentar;
-          em agradecimento a uma mulher rica pela sua generosa hospitalidade, Eliseu fê-la engravidar do seu idoso marido; anos mais tarde, o filho morre e Eliseu resssuscita-o;
-          em Gilgal salvou os seus discípulos de uma intoxicação alimentar mortal;
-          fez um milagre de multiplicação de pães e alimentou cem homens com poucos pães;
-          curou um general sírio, Naaman, da lepra;
-          fez flutuar um machado de ferro que tinha caído na água;
-          salva o rei Jeorão de Israel das emboscadas do rei sírio Ben-Hadad; desmascara as traições de Hazael;




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...