terça-feira, 5 de maio de 2015

Génesis - Duas versões do Dilúvio




A Hipótese Documentária

O texto sobre o dilúvio em Génesis nos capítulos 6 a 9 pode ter sido redigido a partir de duas versões distintas, segundo a hipótese documentária de um académico chamado Julius Wellhausen:
-          Versão Yahvista – deus é Yahveh (deus da guerra, preferido das tribos do sul);
-          Versão Elohista – deus é Elohim (deus cananeu, preferido das tribos do norte)

Ambas as versões podem ter tido origem no épico de Gilgamesh ou no épico de Atra-Hasis (século XVIII AEC).

A redacção final bíblica poderá ter sido feita no século V ou IV AEC, por sacerdotes. O redactor optou por entrelaçar as duas versões, para dar ilusão de uma única narrativa, mas não trabalhou suficientemente a versão final.

Vejamos como se pode dividir o texto de Génesis sobre o dilúvio (capítulos 6 a 9), entre a versão Yahvista e a versão Elohista:

Cap
Yahvista
Cap
Elohista / Sacerdotal
6
5 E viu Yahveh que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra e que toda imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente. 6 Então, arrependeu-se Yahveh de haver feito o homem sobre a terra, e pesou-lhe em seu coração. 7 E disse Yahveh: Destruirei, de sobre a face da terra, o homem que criei, desde o homem até ao animal, até ao réptil e até à ave dos céus; porque me arrependo de os haver feito. 8 Noé, porém, achou graça aos olhos de Yahveh.

6
9 Estas são as gerações de Noé: Noé era varão justo e reto em suas gerações; Noé andava com Elohim. 10 E gerou Noé três filhos: Sem, Cam e Jafé.
11 A terra, porém, estava corrompida diante da face de Elohim; e encheu-se a terra de violência. 12 E viu Elohim a terra, e eis que estava corrompida; porque toda carne havia corrompido o seu caminho sobre a terra.
13 Então, disse Elohim a Noé: O fim de toda carne é vindo perante a minha face; porque a terra está cheia de violência; e eis que os desfarei com a terra.

[A descrição da construção da arca provavelmente não existiria na versão Yahvista do dilúvio; é possível que, nesta versão, Yahveh tenha feito ele próprio a arca e entregue a Noé;
Recordemo-nos que Yahveh fez ele próprio umas roupas para Adão e Eva (Gen 3:21), por isso era um deus muito prestável para os humanos….;
O redactor final terá preferido a versão Elohista em que Elohim dá instruções a Noé de como construir a arca]
6
14 Faze para ti uma arca de madeira de cipreste; farás compartimentos na arca e a betumarás por dentro e por fora com betume. 15 E desta maneira farás: de trezentos côvados o comprimento da arca, e de cinquenta côvados a sua largura, e de trinta côvados a sua altura. 16 Farás na arca uma janela e de um côvado a acabarás em cima; e a porta da arca porás ao seu lado; far-lhe-ás andares baixos, segundos e terceiros.


6
17 Porque eis que eu trago um dilúvio de águas sobre a terra, para desfazer toda carne em que há espírito de vida debaixo dos céus: tudo o que há na terra expirará. 18 Mas contigo estabelecerei o meu pacto; e entrarás na arca, tu e os teus filhos, e a tua mulher, e as mulheres de teus filhos contigo. 19 E de tudo o que vive, de toda carne, dois de cada espécie meterás na arca, para os conservares vivos contigo; macho e fêmea serão. 20 Das aves conforme a sua espécie, dos animais conforme a sua espécie, de todo réptil da terra conforme a sua espécie, dois de cada espécie virão a ti, para os conservares em vida. 21 E tu toma para ti de toda comida que se come e ajunta-a para ti; e te será para mantimento, para ti e para eles. 22 Assim fez Noé; conforme tudo o que Elohim lhe mandou, assim o fez.
7
1 Depois, disse Yahveh a Noé: Entra tu e toda a tua casa na arca, porque te hei visto justo diante de mim nesta geração. 2 De todo animal limpo tomarás para ti sete e sete: o macho e sua fêmea; mas dos animais que não são limpos, dois: o macho e sua fêmea. 3 Também das aves dos céus sete e sete: macho e fêmea, para se conservar em vida a semente sobre a face de toda a terra. 4 Porque, passados ainda sete dias, farei chover sobre a terra quarenta dias e quarenta noites; e desfarei de sobre a face da terra toda substância que fiz. 5 E fez Noé conforme tudo o que Yahveh lhe ordenara.

7
6 E era Noé da idade de seiscentos anos, quando o dilúvio das águas veio sobre a terra. 7 E entrou Noé, e seus filhos, e sua mulher, e as mulheres de seus filhos com ele na arca, por causa das águas do dilúvio.
7
8 Dos animais limpos, e dos animais que não são limpos, e das aves, e de todo o réptil sobre a terra,
9 entraram de dois em dois para Noé na arca,
7
9 macho e fêmea, como Elohim ordenara a Noé.
7
10 E aconteceu que, passados sete dias, vieram sobre a terra as águas do dilúvio.


7
11 No ano seiscentos da vida de Noé, no mês segundo, aos dezessete dias do mês, naquele mesmo dia, se romperam todas as fontes do grande abismo, e as janelas dos céus se abriram,
7
12 e houve chuva sobre a terra quarenta dias e quarenta noites.
7
13 E, no mesmo dia, entrou Noé, e Sem, e Cam, e Jafé, os filhos de Noé, como também a mulher de Noé, e as três mulheres de seus filhos, com ele na arca; 14 eles, e todo animal conforme a sua espécie, e todo gado conforme a sua espécie, e todo réptil que se roja sobre a terra conforme a sua espécie, e toda ave conforme a sua espécie, todo pássaro de toda qualidade. 15 E de toda carne, em que havia espírito de vida, entraram de dois em dois para Noé na arca. 16 E os que entraram, macho e fêmea de toda carne entraram, como Elohim lhe tinha ordenado;
7
16 e Yahveh a fechou por fora.
17 E esteve o dilúvio quarenta dias sobre a terra; e cresceram as águas e levantaram a arca, e ela se elevou sobre a terra.
7
18 E prevaleceram as águas e cresceram grandemente sobre a terra; e a arca andava sobre as águas. 19 E as águas prevaleceram excessivamente sobre a terra; e todos os altos montes que havia debaixo de todo o céu foram cobertos. 20 Quinze côvados acima prevaleceram as águas; e os montes foram cobertos. 21 E expirou toda carne que se movia sobre a terra, tanto de ave como de gado, e de feras, e de todo o réptil que se roja sobre a terra, e de todo homem
7
22 Tudo o que tinha fôlego de espírito de vida em seus narizes, tudo o que havia no seco, morreu. 23 Assim, foi desfeita toda substância que havia sobre a face da terra, desde o homem até ao animal, até ao réptil e até à ave dos céus; e foram extintos da terra; e ficou somente Noé e os que com ele estavam na arca.
7
24 E prevaleceram as águas sobre a terra cento e cinquenta dias.


8
1 E lembrou-se Elohim de Noé, e de todo animal, e de toda rês que com ele estava na arca; e Elohim fez passar um vento sobre a terra, e aquietaram-se as águas. 2 Cerraram-se também as fontes do abismo e as janelas dos céus, e a chuva dos céus deteve-se.

8
3 E as águas tornaram de sobre a terra continuamente

8
e, ao cabo de cento e cinquenta dias, as águas minguaram. 4 E a arca repousou, no sétimo mês, no dia dezessete do mês, sobre os montes de Ararate. 5 E foram as águas indo e minguando até ao décimo mês; no décimo mês, no primeiro dia do mês, apareceram os cumes dos montes.
8
6 E aconteceu que, ao cabo de quarenta dias,
8
6 abriu Noé a janela da arca que tinha feito.
7 E soltou um corvo, que saiu, indo e voltando, até que as águas se secaram de sobre a terra.

8
8 Depois, soltou uma pomba, a ver se as águas tinham minguado de sobre a face da terra. 9 A pomba, porém, não achou repouso para a planta de seu pé e voltou a ele para a arca; porque as águas estavam sobre a face de toda a terra; e ele estendeu a sua mão, e tomou-a, e meteu-a consigo na arca. 10 E esperou ainda outros sete dias e tornou a enviar a pomba fora da arca. 11 E a pomba voltou a ele sobre a tarde; e eis, arrancada, uma folha de oliveira no seu bico; e conheceu Noé que as águas tinham minguado sobre a terra. 12 Então, esperou ainda outros sete dias e enviou fora a pomba; mas não tornou mais a ele.


8
13 E aconteceu que, no ano seiscentos e um, no mês primeiro, no primeiro dia do mês, as águas se secaram de sobre a terra.
8
13 Então, Noé tirou a cobertura da arca e olhou, e eis que a face da terra estava enxuta.



8
14 E, no segundo mês, aos vinte e sete dias do mês, a terra estava seca.
15 Então, falou Elohim a Noé, dizendo: 16 Sai da arca tu, e tua mulher, e teus filhos, e as mulheres de teus filhos contigo. 17 Todo animal que está contigo, de toda carne, de ave, e de gado, e de todo réptil que se roja sobre a terra, traze fora contigo; e povoem abundantemente a terra, e frutifiquem, e se multipliquem sobre a terra. 18 Então, saiu Noé, e seus filhos, e sua mulher, e as mulheres de seus filhos com ele; 19 todo animal, todo réptil, toda ave, tudo o que se move sobre a terra, conforme as suas famílias, saiu para fora da arca.

8
20 E edificou Noé um altar a Yahveh; e tomou de todo animal limpo e de toda ave limpa e ofereceu holocaustos sobre o altar. 21 E Yahveh cheirou o suave cheiro e disse Yahveh em seu coração: Não tornarei mais a amaldiçoar a terra por causa do homem, porque a imaginação do coração do homem é má desde a sua meninice; nem tornarei mais a ferir todo vivente, como fiz. 22 Enquanto a terra durar, sementeira e sega, e frio e calor, e verão e inverno, e dia e noite não cessarão.




9
E abençoou Elohim a Noé e a seus filhos e disse-lhes: frutificai, e multiplicai-vos, e enchei a terra.









Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...