quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

João - Sequência Narrativa






Sequência narrativa

No texto de João são notórios alguns pontos onde a obra sofreu cortes e alterações. Em alguns casos parece que houve troca na ordenação de passagens do texto, tendo resultado numa narrativa caótica e inconsistente.



Afinal Jerusalém não é na Judeia?

Em João 2:23, Jesus está em Jerusalém (capital da Judeia) mas, a seguir, o narrador informa, em João 3:12, que Jesus seguiu para a Judeia! Porquê ir para a Judeia se já lá estava?!


E o Mar da Galiléia aqui tão perto...

Os acontecimentos de todo o capítulo 5 desenrolam-se em Jerusalém, mas, em João 6:1, o narrador informa que Jesus foi para “o outro lado do Mar da Galileia ; porque é que o narrador diz que Jesus foi “para o outro lado” se Jesus não estava em nenhum lado deste Mar (que, no fundo, trata-se de um lago de dimensões modestas)?!


O sinal que ninguém viu

Em João 6:24-30, uma multidão de pessoas dirige-se a Jesus para lhe exigir sinais de modo a acreditarem nele. Isto ocorre imediatamente a seguir a Jesus ter realizado o Milagre da Multiplicação dos Pães onde supostamente teria alimentado 5.000 pessoas com poucos pães e peixes (parece que as pessoas ficaram convencidas que Jesus tinha corrido até ao mercado para comprar pão e peixe para todos...).


Troca de sequência

Em João 11:2 o narrador informa que “Maria ... era a mesma que ungiu o Senhor com bálsamo, e lhe enxugou os pés com os seus cabelos”. 
João 11:1-2 Ora, estava enfermo um homem chamado Lázaro, de Betânia, aldeia de Maria e de sua irmã Marta. E Maria, cujo irmão Lázaro se achava enfermo, era a mesma que ungiu o Senhor com bálsamo, e lhe enxugou os pés com os seus cabelos.

No entanto, só mais à frente, no capítulo 12 é que encontramos esse episódio! 
João 12:1-3 Veio, pois, Jesus seis dias antes da páscoa, a Betânia, onde estava Lázaro, a quem ele ressuscitara dentre os mortos. Deram-lhe ali uma ceia; Marta servia, e Lázaro era um dos que estavam à mesa com ele. Então Maria, tomando uma libra de bálsamo de nardo puro, de grande preço, ungiu os pés de Jesus, e os enxugou com os seus cabelos; e encheu-se a casa do cheiro do bálsamo. ...


Notavelmente houve uma reordenação desajeitada dos conteúdos!


Há que clamar enquanto escondido

Em João 12:36 o narrador diz “Havendo Jesus assim falado, retirou-se e escondeu-se deles”. Logo a seguir, em João 12:44, Jesus aparece inexplicavelmente a clamar umas frases sobre si próprio.

João 12:36 ... Havendo Jesus assim falado, retirou-se e escondeu-se deles. ... 
João 12:44 ... Clamou Jesus, dizendo: Quem crê em mim, crê, nâo em mim, mas naquele que me enviou...

Para quem é que Jesus estava a clamar se tinha acabado de se esconder? Será que estava a ensaiar umas novas frases para dizer em público? Não deixa de ser uma situação desconcertante.


Desculpem... esqueci-me!

Os capítulos 13 a 17 (cinco capítulos!) de João relatam a última ceia (sem a eucaristia), principalmente os longuíssimos discursos de Jesus durante a ceia (não admira que os apóstolos tivessem ficado com sono, depois quando foram para o jardim...).

Durante esta ceia, Pedro pergunta: “Senhor, para onde vais?” (João 13:36) e Tomé diz: “Senhor, não sabemos para onde vais; e como podemos saber o caminho?” (João 14:5). Mas, depois de tanto falar, Jesus diz-lhes ”Agora, porém, vou para aquele que me enviou; e nenhum de vós me pergunta: Para onde vais?” (João 16:5).

João 13:36 Perguntou-lhe Simão Pedro: Senhor, para onde vais? Respondeu Jesus; Para onde eu vou, não podes agora seguir-me; mais tarde, porém, me seguirás. 
João 14:5 Disse-lhe Tomé: Senhor, não sabemos para onde vais; e como podemos saber o caminho? 
João 16:5 Agora, porém, vou para aquele que me enviou; e nenhum de vós me pergunta: Para onde vais?

Será que Jesus esqueceu-se do que os outros dois tinham acabado de perguntar, ou foi o autor que se esqueceu daquilo que já tinha escrito? Ou foi alguém que reordenou irresponsavelmente os conteúdos escritos?


Só digo isto e depois vamos...

Durante a última ceia, em João 14:31, Jesus diz aos discípulos “Levantai-vos, vamo-nos daqui”, mas acaba por ficar a discursar longamente durante o capítulo 15, o capítulo 16 e o capítulo 17. Finalmente, em João 18:1 é que o narrador informa que “tendo Jesus dito isto, saiu com seus discípulos para o outro lado do ribeiro de Cedrom”. Entre os dois momentos, o narrador coloca Jesus a discursar demorada e enfadonhamente em três capítulos (será que algum dos apóstolos levou um caderno para tirar apontamentos, ou conseguiram memorizar os três capítulos inteiros de uma só vez?...).




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...