segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

João - Doutrina II





Mandamentos – a ética do amor

Nos evangelhos sinópticos, Jesus ensina que um dos mandamentos principais é que se deve amar o próximo e também o inimigo. Mas em João, Jesus limita este mandamento indicando apenas que os discípulos devem amar os outros discípulos (criando uma espécie de corporativismo no grupo de seguidores...).

Mateus
Lucas
João
Mateus 5:44-47 Eu, porém, vos digo: Amai aos vossos inimigos, e orai pelos que vos perseguem; .... Pois, se amardes aos que vos amam, que recompensa tereis? não fazem os publicanos também o mesmo? E, se saudardes somente os vossos irmãos, que fazeis demais? não fazem os gentios também o mesmo?
Lucas 6:27-28 Ms a vós que ouvis, digo: Amai a vossos inimigos, fazei bem aos que vos odeiam, bendizei aos que vos maldizem, e orai pelos que vos caluniam.
João 13:34-35 Um novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; assim como eu vos amei a vós, que também vós vos ameis uns aos outros. Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos, se tiverdes amor uns aos outros.

Mas, em Mateus, Jesus disse que até os cobradores de impostos (publicanos) e os gentios (pagãos) amam-se uns aos outros, por isso os discípulos de Jesus deviam ser diferentes e amar também os inimigos.



Cordeiro de Deus

Jesus é retratado como o “Cordeiro de Deus”, o último sacrifício da Páscoa. Para sustentar esta doutrina, o autor até muda a data da morte de Jesus para o próprio dia da páscoa (14 de Nisã) em vez do dia após a páscoa (15 de Nisã).

Esta referência a Jesus, como “Cordeiro”, é também usada livro Revelação (gr. Apokalypsis), para o qual a tradição aponta o mesmo autor que o Evangelho Segundo João, onde aparece 28 vezes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...