sábado, 14 de março de 2009

A descendência de Abraão




Segundo a lenda bíblica, Abraão tinha dois irmãos: Naor e Aram. Note-se que Aram é também o nome antigo da Síria. Provavelmente, Aram seria considerado o patriarca dos povos sírios, tal como Abraão é considerado patriarca dos hebreus e dos árabes.

Abraão e Sara tiveram um filho, Isaque, quando tinham cem e noventa anos de idade respectivamente.

Quando Isaque já era crescido, o Deus El desafiou Abraão a oferecer este seu filho em sacrifício. Abraão imediatamente dispôs-se a obedecer, sendo depois impedido quando estava quase no acto de esfaquear o seu próprio filho. Satisfeito com a obediência fanática de Abraão, o Deus El confirmou a promessa de lhe dar toda aquela terra de Canaã (Génesis 22).

Isaque casou-se com a sua prima Rebeca e tiveram dois filhos gémeos: Esaú e Jacob. Esau era o irmão másculo, dedicando-se à caça, enquanto Jacob era o “menino da mamã”, preferindo uma vida mais calma.

Esaú era o preferido do pai e, como também foi o primeiro a nascer, foi constituido como herdeiro. Mas Jacob, com a ajuda da mãe, enganou o seu irmão e o seu pai e conseguiu obter a herança.

Esaú afastou-se e passou a ser conhecido por Edom, o patriarca ou antepassado dos edomitas.

Muito mais tarde, no tempo dos romanos, os edomitas são designados idumeus, e foi da região da Iduméia que se originou a família dos Herodes que dominaram a Palestina por várias gerações e que são mencionados no Novo Testamento.


3 comentários:

  1. Clap clap clap ! Bravo !
    A argúcia das suas análises a que se alia uma clareza de exposição são de enaltecer e louvar.
    A profunda cultura que transparece leva-me a fazer-lhe um pedido: partilhe-a, divulgue-a.
    Continue por favor. :)

    ResponderExcluir
  2. As contradições da Bíblia acerca de Abraão :

    http://www.youtube.com/watch?v=3hHdBZ5dS8A&feature=related

    ResponderExcluir
  3. Um dos episódios que sempre me chocou foi aquele onde deus ordenou a Abraão que lhe sacrificasse o seu filho único Isaac. No dia seguinte lá vai o estúpido do Abraão até ao local do sacrifício e deus espera que ele ate o filho, o ponha em cima do altar e levante a faca para o matar antes de intervir. Como deus é, por hipótese, omnisciente, ele sabia perfeitamente que o Abraão lhe ia obedecer e só por puro sadismo poderia ter imaginado tal brincadeira. Não se percebe como é que depois disto o Isaac não fugiu de casa e não nos contam como é que ele passou a ver o pai.
    carlos cardoso

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...